1.2.1. Minha Opinião

Minha opinião:
Venho até aquí para apresentar e discutir possíveis situações de proteção e combate a incêndios em UL experimentais avançados: estacionados, embarcados em taxiamento e embarcados voando. Bem, a aeronave mesmo toda carbonizada o seguro paga mas, e as vidas humanas! Todos hão de concordar comigo que uma aeronave experimental avançada possui carga de materiais, na sua totalidade de materiais combustíveis e incombustíveis: somatória de materiais estruturais de construção, materiais do sistema elétrico, materiais do sistema de propulsão, etc.etc. constituindo uma carga de incêndio enigmática e razoável. Quantas BTUs? Temos que concordar é claro, que entre uma aeronave e outra, entre uma montadora de aeronaves e outra, essa constituição de materiais combustíveis (sólidos, líquidos e vaporizados) difere muito entre uma e outra aeronave, difere muito a carga de incêndio entre elas. O fabricante não deveria dimensionar a carga de incêndio em BTUs de cada aeronave? Pelo que sei, só temos informações da quantidade de avgás, gasolina, álcool e até óleo diesel que está armazenado no ou nos tanques da aeronave! Como podemos prever a quantidade de Agente Extintor, quais Tipos, o mais Viável tecnicamente, como lançamos, nos casos de princípios de incêndio e incêndio? Como saber a carga de incêndio de cada aeronave?. Ou UL não queima! Se o princípio de incêndio for e se propagar no cok pit, na motoração da aeronave, estacionada, taxiando, voando, como podemos combater e extinguir esta combustão? Princípio de Incêndio, Incêndio? Ou nunca tivemos conhecimento de fogo em UL! Estacionada, taxiando, voando? Temos estatísticas? Que tipos de agente extintor seria o ideal para combatermos princípios de incêndio ou incêndio em aeronaves? Que tipo e qual a quantidade de agente extintor que a aeronave deve estar equipada? Ou não deve estar equipada? Que tipo de gases poderão ser emanados nestas combustões? Gases asfixiantes? Gases tóxicos? Que equipamentos de proteção respiratória devemos ter para nos protegermos? Qual a orientação do fabricante da aeronave! Diante essas dúvidas e falta de informações, sugiro: – Que debatemos o assunto; – Uma banca ou equipe técnica e pesquisadora, de prevenção e combate a incêndio em UL experimentais avançados, para estudar um sistema de prevenção e combate a princípios de incêndios e incêndios, para conceituar, definir e informar algumas regras para serem aplicadas; e, – Que seja divulgado um Programa de Aprendizado de Prevenção e Combate a Incêndio em aeronaves UL, como os já lançados na seção de vídeos no quadro Segurança de Vôo no site da ABUL. Torquete/Americana/Tupã-SP

Post a comment or leave a trackback: Trackback URL.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: